No Caju, tradição surgiu na década de 90 em grupos de jovens católicos

No Caju, tradição surgiu na década de 90 em grupos de jovens católicos

Grupos como

Grupos como "Quadrilhão" criam figurinos, temas e apresentações exclusivas a cada ano

"Trancos e Barrancos" compete na categoria "Salão", onde fantasias são mais luxuosas que na "Roça"

Prev Next

Quadrilhas juninas são tradição no Caju

"Quadrilhão", "Vem Dançar", "Trancos e Barrancos" e "Nova Geração" fazem parte de uma manifestação cultural que tem campeonatos estaduais e nacionais, regulamentos criteriosos e fantasias a R$3 mil.  

Lina Soares | Caju | Rio de Janeiro | RJ

Feira orgânica resgata praça na Penha

Mobilização de moradores traz a Leopoldina primeira feira orgânica da Zona Norte. Superando expectativas de público, o projeto também resgatou praça do bairro, que ameaçava virar sede da UPP. 

Claudia Sanches | Penha | Rio de Janeiro | RJ

Mangue cresce nas areias de Sepetiba

Praia de Sepetiba volta a ser tomada pelo manguezal, apenas dois anos após as obras de reabilitação de sua faixa de areia. Fenômeno é provocado pelo assoreamento da baía que, segundo Inea, pode ser resolvido com saneamento básico, previsto para chegar na localidade ano que vem. 

Telma Lopes | Sepetiba | Rio de Janeiro | RJ

Turistas mudam rotina no Cabritos

Comunidade em Copacabana recebeu diversos estrangeiros, na maioria da América do Sul. Apesar de pouparem bastante, a chegada dos turistas turbinou negócios locais e promoveu troca cultural valiosa entre brasileiros e estrangeiros.    

Junior Almeida | Tabajaras e Cabritos | Rio de Janeiro | RJ

Caju sedia Copa da esperança da Fifa

O Complexo do Caju acolheu o Festival Football For Hope, evento social da Fifa que reuniu jovens de projetos sociais de 26 países em torneio de futebol para promover a integração pelo esporte. 

Lina Soares | Caju | Rio de Janeiro | RJ

Estas figurinhas vale a pena colecionar

Moradores de Jardim Catarina, bairro de São Gonçalo, criaram álbum com 508 figurinhas dos times amadores locais, dos craques veteranos e até da escola de samba Boêmios do Catarina. As vendas superaram as expectativas e uma nova edição começa a ser preparada.   

Rosana Mendes | São Gonçalo | RJ

A mudança que vem pelas mãos de Zezé

Depois de vencer três Ligas Nacionais e um Pan-Americano, Maria José Batista de Sales, a Zezé, ensina handebol a crianças e adolescentes de Ramos, no Rio de Janeiro. Alguns alunos já competem profissionalmente e ela espera que o esporte mude suas vidas - como aconteceu com ela mesma. 

Rosilene Miliotti | Complexo da Maré | Rio de Janeiro | RJ

Adesivo pode ajudar usuário de ônibus

Através de smartphones, usuários de ônibus podem ter informações sobre linhas, trajetos e atrações turísticas próximas. Hoje, 5 mil pontos de ônibus contam com a ajuda de um adesivo, recurso que, para a população, traz um misto de desconhecimento, interesse e descrença.   

Deborah Athila | Redação Viva Favela | RJ

A suja e esquecida praia de Ramos

Ramos já foi considerada a Zona Sul da Zona Norte, pelas atrações que oferecia. Hoje a poluição da praia afastou os banhistas e o outrora famoso Piscinão viu seu número de visitantes cair à metade, por causa da falta de manutenção em suas áreas de lazer.

Andressa Cabral | Redação Viva Favela | RJ

Viva Rio

Ensaios

A Fé nos detalhes

Dinâmica da oficina de fotografia. Pelos alunos do PFCCM/Morro da Fé.

Vídeos

A rainha das quentinhas no Alemão

Dona Silvia vende quentinhas há mais de 20 anos no Complexo do Alemão, pelo preço módico de R$2 a refeição.


Favela Tem Memória registra lembranças dos moradores mais velhos, sentimentos, experiências pessoais e familiares, e recolhe relatos de acontecimentos marcantes com suas diferentes interpretações.

Revista

#19 Gente

Editora convidada: Renata Rezende

Blogs

Login