Poucas pessoas sabem, mas o CNIS trata-se de um extrato previdenciário de suma relevância para qualquer beneficiário do INSS. Conhecer tal extrato também fará com que você esteja pronto para demonstrar suas informações contidas nele sempre que for solicitado.

Diante destas informações, preparamos um guia completo sobre o CNIS INSS que permitirá que você fique por dentro de todos os dados necessários como também dos passos resumidos sobre como cadastrar, solicitar, consultar e emitir o extrato INSS deste que é um dos documentos mais importantes para todos os beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social.

CND INSS 2022

CND INSS 2022

O que é o CNIS INSS

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) refere-se as informações trabalhistas e previdenciárias de todos os trabalhadores segurados para que o Governo Federal possa manter um controle.

É por meio deste documento que seus dados como contribuinte podem ser consultadas, sobretudo que já é beneficiário do INSS com um ou mais benefício previdenciário.

Este demonstrativo é vinculado diretamente com o Cadastro de Pessoa Física (CPF) de cada trabalhador. Lembrando que tais dados são obrigatórios no processo do cálculo do INSS em qualquer modalidade.

Dados presentes no CNIS

Como dissemos anteriormente, o CNIS serve para diversas situações e sua relevância é formada por todas as informações contidas sobre cada contribuinte segurado. São os principais exemplos:

  • Nome do empregador;
  • Período de contribuição;
  • Remuneração;
  • Valores pagos através da Guia da Previdência Social (GPS) no sistema Dataprev.

Obs.: é importante frisar que grande parte destas informações também estão dispostas em sua carteira de trabalho, holerites e contracheques. Todavia, o detalhamento de cada um dos item somente poderá ser encontrado por meio do CNIS.

Cadastro CNIS INSS

O primeiro passo a ser feito antes de emitir o extrato previdenciário ou consultar o seu Cadastro Nacional de Informações Sociais consiste em cadastrar-se no portal Meu INSS. Entenda como prosseguir:

  1. Acesse o site https://www.gov.br/inss/pt-br;
  2. Clique em “Entrar” no canto superior da página inicial;
  3. No campo login, selecione o item “Cadastrar”;
  4. Aqui, será necessário responder a algumas perguntas de segurança e informar todos os documentos pessoais solicitados pelo sistema;
  5. Confirme se todos os dados contidos no formulário virtual estão corretos;
  6. Cadastre uma senha que seja segura e facilmente lembrada;
  7. Você não precisará ir até a agência do INSS neste momento, basta realizar uma ligação gratuita para o INSS para confirmar sua senha ou retornar até o portal Meu INSS (site ou app) e realizar um login com a nova senha e seu número de CPF.

Obs.: o processo é rápido e prático, servindo para que o CNIS seja gerado automaticamente, bastante a você consulta-lo ou emiti-lo posteriormente.

Como Tirar o CNIS

Para tirar o CNIS você não precisará se deslocar até uma agência do INSS em momento algum, basta solicitar o documento pela internet contanto que o mesmo esteja em seu nome. Siga os passos e faça o seu pedido:

  1. Acesse o site do Meu INSS pelo link: https://meu.inss.gov.br/#/login;
  2. Efetue um login utilizando seu CPF e a senha cadastrada conforme ensinamos no tutorial acima;
  3. Ao adentrar no portal, procure na aba de busca por “CNIS”;
  4. Informe todos os dados solicitados e atualiza as informações que forem necessárias;
  5. Concluindo essa etapa o documento será devidamente gerado.

Consulta CNIS INSS

Conferir as informações que constam em seu CNIS é obrigatório para todos os benefícios do INSS, logo não há muito segredos quanto a consulta.

Caso você prefira realizar esse processo através de uma agência do INSS saiba que também é possível contanto que o atendimento seja agendado com antecedência. Preste bastante atenção ao passo a passo para tirar todas as suas dúvidas:

Analisar a sua contribuição social é bastante importante pois irá demonstrar se o seu empregador está realizado devidamente os valores que são de seu direito.

Extrato CNIS INSS

O extrato do CNIS deve ser realizado sempre que for necessário para avaliar um benefício do INSS. Atualmente, há incontáveis formas de acessar essa informação e você poderá encolher entre o site, aplicativo ou call center do INSS. Veja como prosseguir em cada uma das opções:

Pelo site

Este continua sendo o meio mais utilizado pelos beneficiários do INSS pela praticidade do método, então descubra como fazer o mesmo:

  1. Vá até o site o site https://meu.inss.gov.br/#/login;
  2. Realize o login com sua senha e CPF;
  3. Busque pelo item “Extrato de Contribuições – CNIS”;
  4. Sequencialmente, você já está perante a página com todas as informações referentes ao seu CNIS INSS;
  5. Role o cursor até o final da página e clique em “Baixar PDF”;
  6. Se necessário, imprima o documento.

Pelo app

O aplicativo Meu INSS é uma boa opção não só para quem deseja emitir o extrato ou consultar o Cadastro Nacional de Informações Sociais, já que o mesmo também serve como meio de executar diferentes outros serviços em relação ao INSS. Entenda:

  1. Acesse a loja de aplicativos de seu smartphone (Google Play Store ou Apple Store);
  2. Busque pelo app Meu INSS;
  3. Faça o download, instale e abra o app que também é compatível com tablet contanto que o sistema operacional seja Android ou iOS;
  4. Realize um login com a senha previamente cadastrada;
  5. Procure pelo serviço “Extrato de Contribuições – CNIS” e selecione “detalhar”;
  6. Você poderá ver todas as informações e se desejar faça o download do arquivo;
  7. Imprima e mantenha-o sempre à disposição.

Pelo telefone

Caso você não consiga realizar os procedimentos por meio das etapas anteriores, foque no contato direto com o call center do INSS:

  1. Faça uma ligação gratuita para o número 135 (atendimento de segunda a sábado das 07:00 h às 22:00 h);
  2. Espere ser respondido por um atendente;
  3. Informe seus dados e documentos pessoais;
  4. Realize o procedimento de segurança respondendo todas as questões corretamente;
  5. Diga que você precisa obter seu extrato do CNIS INSS;
  6. Passe um e-mail válido para que o mesmo seja enviado;
  7. Aguarde o recebimento do arquivo, faça o download e imprima.

Independentemente do meio que você tenha escolhido para emitir seu extrato previdenciário, orientamos que você sempre tenha à mão uma versão física como também o modelo digital.

Além do mais, se você preferir realizar o procedimento diretamente em uma agência do INSS, lembre-se que é obrigatório agendar previamente e a retirada somente poderá ser feita se o CNIS estiver em seu nome.

Como efetuar a prova do CNIS

De maneira geral, observe com atenção todas as informações referentes ao seu extrato previdenciário para assegurar que não há nenhuma informação com erro, até porque o sistema do INSS não está livre de erros.

Além disso, é comum depara-se com reclamações de beneficiários quanto a datas, valores, prazos e até mesmo dados primários com erros no documento final.

Outro ponto importante de ser destacado é que caso suas informações estejam corretas, não existirá a necessidade de realizar provas, porém sempre que algo for verificado será sua obrigação destaca-las perante ao órgão emissor que neste caso é o INSS.

Como citamos os erros são diversos, porém há alguns que acontecem com mais frequência. São exemplos:

  • Datas errôneas;
  • Pagamentos que não foram computados;
  • Falta de processos trabalhistas e previdenciários;
  • Valores indevidos;
  • Dentre vários outros.

Ações cabíveis

A principal ação que você pode realizar é solicitar a correção dos dados que estejam errados através de site ou aplicativo do portal Meu INSS.

  1. Acesse o site Meu INSS ou faça o download do App;
  2. Efetue um login seguindo o mesmo padrão dos tópicos anteriores;
  3. Procure novamente pelo campo “Extrato de Contribuições – CNIS”;
  4. Agora, ao invés de clicar em “detalhar”, selecione a opção “atualização”;
  5. Posteriormente selecione “Atualização de Dados Cadastrais”;
  6. Descreva o que há de errado com seu documento e solicite a alteração;
  7. Você será redirecionado até uma página onde deverá realizar o processo de segurança do portal clicando em “Não sou um robô” e respondendo corretamente a todas as perguntas dispostas;
  8. Finalize o processo informando todos os dados obrigatórios e anexe um documento que comprove a informação que está errada em seu cadastro;
  9. E pronto, basta verificar todas as informações presentes de tempos em tempos até garantir que as alterações esteja completadas!

Documentos que servem como prova

De fato, ter um Cadastro Nacional de Informações Sociais com dados inadequados é bem prejudicial, principalmente se você não identifica-los.

Mesmo assim, não é motivo para se preocupar até porque o mesmo já ocorreu com muitos beneficiários do INSS.

Com sorte, há outros documentos que você poderá utilizar para demonstrar com dados assertivos o que realmente faltou em seu CNIS. Em um apanhado geral, encontram-se os seguintes documentos:

  • Extrato do FGTS;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS);
  • Declaração do Imposto de Renda;
  • Contracheques e holerites;
  • Contrato e rescisão trabalhista.

Obs.: Sendo assim, não se esqueça de verificar as informações após emitir o seu CNIS e solicite o quanto antes a atualização dos dados cadastrais sempre quando averiguar algo errado!

5/5 - (1 vote)
Categorias: Benefícios

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.