Por mais que o abono salarial seja um tema muito bem tratado em todo o território nacional, as novas mudanças verificadas neste programa social fizeram com que muitos brasileiros precisassem aprender de novo sobre Como Sacar o PIS.

Se você possui dúvidas acerca deste assunto, basta continuar lendo este conteúdo para enfim entender quem tem direito ao PIS 2022, documentos obrigatórios, onde sacar, valores, saldo e muito mais. Veja só:

Como Sacar o PIS 2022

Como Sacar o PIS 2022

Quem tem direito ao PIS

Indo na contramão do que muitos pensam, o PIS (Programa de Integração Social) está entre os benefícios mais importantes do ano de 2022 e consegue ser bastante abrangente.

Ele fica disponível juntamente com o PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) para a conhecida união definida pela sigla (PIS/PASEP). 

Contudo, é necessário compreender que ambos os programas são dissimilares, sobretudo quanto aos brasileiros que são englobados. Isto é, enquanto que o PIS é direcionado para o setor privado o PASEP 2022 condiz com o âmbito público.

Ademais, é justificável conhecer antecipadamente sobre a listagem dos requisitos necessários para alcançar esse benefício. Entenda quem tem direito ao PIS:

  • Ser remunerado mensalmente por valores que não excedam 2 salários mínimos;
  • Estar devidamente cadastrado na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais);
  • Ter trabalhado ativamente por, pelo menos, 30 dias durante o ano base;
  • Ter um histórico de registro no PIS/PASEP igual ou superior a 5 anos. 

Por outro lado é preciso evidenciar que as empregadas domésticas, colaboradores empregados por PF (Pessoa Física), tanto em trabalhos rurais ou urbanos, não poderão receber o PIS.

Isso ocorre porque a regra primária exige um vínculo profissional com um empregador PJ (Pessoa Jurídica).   

Documentos Necessários para sacar o PIS

Como se não bastassem as regras descritas acima, todos os requerentes do PIS via saque precisarão ficar de olho na lista de documentos obrigatórios para a sua solicitação.

Pensando em te ajudar neste processo, listaremos cada um deles. Apesar da seleção não ser extensa, é indispensável que você faça o ordenamento com antecipação para não correr riscos de ficar de fora deste benefício. Confira: 

Lembre-se que os dados contidos nestes documentos também serão imprescindíveis aos trabalhadores que preferem efetuar uma consulta prévia pela internet ou via aplicativo. 

Onde Sacar

Caso você esteja se perguntando sobre onde é possível sacar o PIS, precisamos destacar que tal processo é muito abrangente e por isso pode ser executado tanto pessoalmente em uma agência da Caixa Econômica Federal ou ainda através do aplicativo Caixa TEM.

Outra possibilidade muito prática para aqueles que preferem praticidade é registrar crédito automático em conta, de modo que não haja a necessidade de uma nova solicitação futura.

Nestas duas formas de saque, será preciso ter em mãos o cartão cidadão em sua versão física. Além disso, o único banco que garante tal compatibilidade no Caixa Eletrônico é justamente a Caixa Econômica Federal.

Entenda que após o dia 29 de dezembro, todos os contribuintes que perderem alguma data importante terão que recorrer no ano seguinte ao benefício, o que reforça os benefícios do crédito em conta.

Qual o valor do PIS

O abono salarial do PIS é ofertado de acordo com uma faixa de valor específico em razão do número de meses trabalhados. É de grande valia que você entenda que a composição desta regra leva em consideração qual o valor do salário mínimo vigente.

Outro ponto a ser considerado é que o tempo de trabalho que entra para o cálculo referente aos meses do ano base. Acompanhe a tabela oficial do PIS para 2022:

  • 1 mês trabalhado – R$ 101,00 de abono salarial; 
  • 2 meses trabalhados – R$ 202,00 de abono salarial;
  • 3 meses trabalhados – R$ 303,00 de abono salarial;
  • 4 meses trabalhados – R$ 404,00 de abono salarial;
  • 5 meses trabalhados – R$ 505,00 de abono salarial;
  • 6 meses trabalhados – R$ 606,00 de abono salarial;
  • 7 meses trabalhados – R$ 707,00 de abono salarial;
  • 8 meses trabalhados – R$ 808,00 de abono salarial;
  • 9 meses trabalhados – R$ 909,00 de abono salarial;
  • 10 meses trabalhados – R$ 1.010,00 de abono salarial;
  • 11 meses trabalhados – R$ 1.1011,00 de abono salarial;
  • 12 meses trabalhados – R$ 1.212,00 de abono salarial.

Como consultar o saldo

Além de tudo o que trouxemos acima, a consulta do saldo do PIS é outra parte importante que os brasileiros precisam se adequar. 

Neste sentido, você pode escolher entre três formas de consulta: pelo site Meu INSS, pelo portal CNISNET ou via aplicativo Caixa TEM.  

Abaixo, você confere cada uma das possibilidades para enfim escolher aquela que mais combina com o seu perfil. Verifique:  

Consultar o PIS pelo site Meu INSS

  1. Vá até o site do Meu INSS clicando aqui: https://meu.inss.gov.br/#/login;
  2. Neste site você encontra uma série de possibilidades e para isso basta realizar um cadastro prévio com seus dados pessoais na aba “Acessar minha Conta”;
  3. Antes de qualquer coisa, será preciso completar a etapa de segurança do portal indicando a opção “Sou humano”;
  4. Agora prontifique-se em escolher uma senha que seja segura e esteja válida no site;
  5. Quem preferir uma acesso ainda mais abrangente pode utilizar-se do pelo campo “Entrar com Gov.br”. Neste sentido o login também poderá ser completado via certificado digital;
  6. Uma vez dentro do portal, escolha “Abono Salarial – PIS/PASEP” e depois por somente “PIS”;
  7. Neste passo, prefira a opção “Consultar”;
  8. Ao final, visualize qual o saldo de seu benefício para este ano de 2022.

Consultar PIS via Caixa Tem

  1. Entre na loja de aplicativos de seu aparelho móvel e procure por “Caixa Tem”;
  2. Baixe e instale o app;
  3. Ao abri-lo, torna-se necessário realizar um login com dados previamente cadastrados no site da Caixa Econômica Federal;
  4. Sequencialmente, busque pela aba “PIS” e depois em “Consultar Saldo”;
  5. Por fim, serão apresentados os valores pertinentes aos seus meses trabalhados no ano base.

Portal do CNISNET

Quem prefere ter rapidez na consulta pode se impressionar com as possibilidades geradas pelo portal do CNISNET.

A verdade é que este sistema é bastante seguro e qualquer brasileiro pode acessá-lo gratuitamente. Entenda o passo a passo:

  1. Na página inicial (https://cnisnet.inss.gov.br/) opte “Cidadão” e depois por “Avançar”;
  2. Faça um login ágil ou utilize o formulário para cadastrar-se na primeira vez;
  3. Feito este processo, siga para a aba “Consultar PIS”;
  4. Posteriormente, indique “Saldo” e pronto, você conseguirá consultar qual o valor que será pago neste ano.     
5/5 - (1 vote)
Categorias: Trabalhador

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.